sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Algumas perguntas nesta quadra de reflexão


Esta é uma quadra de alegria e reflexão. Este pequeno video põe algumas perguntas,
mais uma: 
Porquê?

Que o Espírito do Natal ilumine cada Ser, para que a Árvore de Natal da Humanidade se ilumine!




domingo, 15 de dezembro de 2013

Dezembro, Solstício de Inverno e Nascimento



O mapa de Actividades d'O Caminho da Montanha tem estado mais ou menos em "branco". Não se inquietem, pois o Caminho não se vai fechar. Apenas toma alento e tenta reorganizar-se para se adaptar na justa medida às circunstâncias, ao tempo que se lhe apresenta.

Neste mês de Dezembro de 2013 aconteceu um Debate sob o tema: "O Eterno Masculino vs o Eterno Feminino", quente em fim de tarde frio. Valeu a pena!


Fechamos com Meditação, dia 21 de Dezembro, às 10:00. O tema é dedicado à época: "o Natal, o simbolismo profundo e raízes no Tempo".


O Centro encerrará portas de 21 de Dezembro. Serão Reabertas a 7 de Janeiro de 2014.


domingo, 8 de dezembro de 2013

Falar de Deus.... falar de Amor



Só sei que nada sei (Sócrates)

Este pensamento faz muito sentido para mim, num momento em que mergulho, no mais profundo do meu " eu" e as certezas, essas não existem e por momentos sinto um vazio e um silêncio que me obrigam a pensar... pensar e, à custa desses pensamentos, as dúvidas permanecem. Até chego a pensar que ando para trás e para a frente e não consigo avançar. Parece que há um limite de entendimento e o resto está bloqueado. Talvez seja mesmo isso, ou então... enquanto penso bloqueio.

No entanto, sinto uma grande vontade de me aproximar o mais possível da verdade...e começo a sentir... sentir... Apercebo-me que sentindo posso receber muito mais informação do que pensando. A nossa mente parece não estar à altura de descodificar, tais informações, porque isso será privilégio do nosso coração que é um símbolo, mas na verdade esconde uma grande senhora, à qual eu chamo " alma " ou canal.

Sinto que a alma é o nosso canal de ligação com Deus. E sinto também que a nossa alma é um pouquinho de Deus. Daí fazer sentido aquela expressão, a qual já nos é familiar, chamarmos Deus de pai. Sentindo assim está quebrada a distância.
Deus está dentro de cada um de nós e em todos os seres vivos. Se para muitos Deus está no céu, para mim Deus está comigo e contigo.
 E porque chamaríamos a Deus de pai, se não houvesse uma ligação ou então uma semente?
Sinto que Deus não nos abandonaria por um minuto, quanto mais por uma vida, e nos observava de longe. Acredito que para Deus não há distância, nem tempo, nem limites. É a energia superior à qual todos nós temos acesso. E diriam muitos... mas como aceder a essa energia tão poderosa? ... visto todos reconhecermos a nossa inferioridade e pensamos que Ele não está disponível para nós. Mas Deus conhece todos os nossos caminhos e sabe que muitos deles, têm que ser trilhados com dor e sofrimento, mas também com flores pelo caminho, temos é que parar para as apanhar, nem que percamos um pouco de tempo. Vale sempre a pena.

O desconforto nesta vida, chama-se " evolução " e não descriminação. Cada ser é único e livre, mas precisa de viver experiências diferentes, para se conduzir com o seu mérito próprio, cada vez mais perto da luz. Acredito e sinto que Deus não é nenhum juiz, nem que nos vai julgar um dia. Acredito que cada ser faz o seu próprio caminho livre e depois da morte reconhece o que falhou e escolhe as suas próprias experiências aqui na terra.
Deus é um reino de amor... quando amamos é uma porta que se abre para acedermos a essa energia amorosa e transformadora... é sem dúvida alguma o amor para mim, a energia da mudança, do mundo novo e à custa de tanto amarmos, vamos abrir a nossa alma, o nosso canal, e a nossa ligação com Deus é fortalecida. Daremos assim lugar ao tal mundo novo que todos esperamos e desejamos... não com obras grandiosas, mas sim valorizando as pequenas coisas, são essas sempre as mais valiosas. A simplicidade de cada palavra ou acção têm muito valor e muito poder transformador.

Acredito na união dos homens e no mundo. O homem comunica as mais variadas convicções em relação a si próprio, em relação ao mundo e também em relação a Deus...há uma diversidade enorme de ideias, mas na verdade, independente da idade, estatuto ou raça, há algo que une o mundo e a humanidade e somos um "todo"que vibra por uma energia que chama Amor ou Deus que para mim é o mesmo.

Quem é que não gosta de ser tratado com Amor?

Todos os seres sem excepção se sentem atraídos por essa energia... e nisso estamos todos de acordo.

Para concluir, todos gostamos de ser amados, mas também é preciso amar.
AMOR = DEUS = TUDO.

"O Amor é a asa veloz que Deus deu à alma para que ela voe até ao céu". (Michelangelo Buonarroti).


Ana Maria Tavares

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Novembro pel'O Caminho da Montanha




Olá,

Há já um par de meses que o silêncio imperava. O Caminho da Montanha está a respirar para tomar o seu Caminho...

Neste mês de Novembro e até ao fim do ano as Actividades ainda são restritas: meditação e os nosso “debates de 2ª feira”.

Por uma questão de gestão, o curso de Iniciação ao Tarot, interrompido pelas férias, retomará em Janeiro: fazer uma aula no mês de Novembro e depois interromper para o Natal, não faria muito sentido. Assim, retomarmos as aulas em Janeiro 2014 e, espero, que a turma da “manhã” acabe este curso até Julho.

As aulas de Hatha Yoga já recomeçaram nos novos moldes. 2ª feira às 18:30. Em dias de debate não haverá Yoga.

O próximo debate será no dia 04 de Novembro às 18:30. O tema: Será possível rasgar o karma?

A Meditação será a 23 de Novembro às 10:00.

A todos um mês de Novembro de Luz, na partilha do Caminho que fazemos e dando as mãos a quem necessita... por Amor!

Bem-hajam!


Nota: O Caminho da Montanha respeitará o dia 1 de Novembro, pelo que estará encerrado nesse dia.

sábado, 26 de outubro de 2013


(Foto: Raquel Silva)


Nas voltas do Caminho

Surpresas aparecem,
colhendo-te de improviso nas malhas da inquietação.
Dificuldades assomam,
frustrando as tuas melhores esperanças no ideal que acalentas.
Enfermidades surgem 
impossibilitando a realização de tarefas que julgas inadiáveis.
Sofres, enfim, 
constrangimentos que se te afiguram prejudiciais à vida e ao trabalho.
Medita, 
entre mentes na sábia vontade do Universo
que, muitas vezes, nas voltas de caminhos que desconheces e que te armam ciladas perigosas,
coloca a dificuldade ou o desengano,
a surpresa ou a contrariedade a teus planos, 
a fim de possibilitar-te transito livre amanhã, rumo às reais necessidades e realizações do teu espírito no plano imortal da paz e da felicidade.



                                                                                                                      Raquel Silva

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

UM DESAFIO....




Vivemos um momento de questionamento, de busca interna e externa, aferição de valores religiosos e, também, de preconceitos criados sem uma busca precisa e conhecedora. Julgamento dos homens?

Assim, vamos lançar um desafio aos seguidores e todos aqueles que queiram participar. Abaixo uma citação de um Livro Sagrado. Será que podem adivinhar a qual pertence?


"Em Nome de Deus, Clemente e Misericordioso,
Graças a Deus, Senhor dos mundos,
Clemente, Misericordioso,
Rei do Dia do Julgamento.
É a Ti que nós adoramos e é a Ti que imploramos protecção.
Guia-os pelo caminho certo, o caminho daqueles que Tu encheste da Tua graça, não daqueles que estão perdidos.

Amén."

E porque não é fácil, mais uma citação, desta vez não de um livro sagrado, mas de um livro "santo":

"Meu Senhor, os olhos estão fechados, as estrelas põem-se, os pássaros nos seus ninhos e os monstros nos abismos não se mexem. E Tu és o Justo que não sofre qualquer alteração, a Equidade que não se desvia, o Eterno que não passa. As portas dos reis estão fechadas e guardadas pelos seus cavaleiros. Mas a porta está aberta a quem quer que Te invoque. Meu Senhor, cada amante está agora só com o seu amado. E eu estou só contigo."


segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Não há longe nem distância




Uma ligação a espreitar, na senda de Richard Bach....

http://youtu.be/U-ppI2rX47k


(Enviado por Mª. João Gonçalves, com carinho)

domingo, 22 de setembro de 2013




Mais uma etapa se abriu, mais um passo no caminho que trilhamos. Umas vezes é aberto e suave, mas outras as pedras ferem, tropeçamos e a subida é íngreme. Tudo é Caminho! Tudo é necessário! Aceitamos! 

No dia 16 de Setembro o Caminho da Montanha reabriu para o “trabalho”. Na reunião que encetou mais este período, foram tomadas algumas decisões. O núcleo mais regular ou interno, como queiram, conhece as razões profundas de arranque da nova fase.

Assim, o Centro estará aberto e acessível da parte da manhã. Uma possibilidade que era raro ser aproveitada pelos nossos terapeutas. Durante a tarde o horário de encerramento passa a ser o seguinte:

2ª e 3ª encerra às 20:30
4ª a 6ª encerra às 19:00

(Pedimos que estes horários sejam respeitados o mais possível).

As Actividades, como a Meditação, palestras, ateliers, etc., previstas habitualmente para o Sábado passarão a decorrer da parte da manhã. A tarde fica livre e o Centro estará encerrado.

As aulas de Yoga serão à 2ª feira, às 18:30 como é hábito. Eventualmente, caso haja um tema em discussão, a aula transita para a semana seguinte. A “caixinha” funciona por aula.
Reinício em Outubro.

Agora passemos a uma Actividade muito solicitada: o Reiki.

Continuamos a funcionar da mesma forma, nos horários do Centro. A recepção de pessoas far-se-á uma vez por semana, em dia itinerante, a combinar semanalmente. O Espírito será o mesmo e as normas são preservadas.

Os Seminários de Iniciação passarão a decorrer durante a semana (salvo raras excepções). As datas serão acordadas, como habitualmente, em devido tempo.

Com início ainda este ano, teremos instalações para acolher quem sentir necessidade de passar “uns tempos” a trabalhar no Centro*, de se recolher ou simplesmente estar connosco.

Ainda no âmbito Reiki, haverá debates, actualização e aprofundamento para os iniciados. As datas serão divulgadas no Centro.

Esperamos que a orientação deste nosso Espaço se direccione Realmente para o crescimento individual e tomada de consciência de Onde estamos e o porquê.

Lembramos que não estamos ligados a qualquer religião ou partido político. A linha que seguimos é a do Espírito, Livre e Absoluto que toma quem se predispõe à Grande Viagem ao interior de Si próprio.

Não temos fronteiras! Somos Filhos da Luz e para Ela caminhamos.

  

*Podem solicitar mais informações através de email ou blog.

domingo, 8 de setembro de 2013

Sintomas do Despertar

(Pintura: Ostad Mahmoud Farshchian)

Uma das inúmeras listas de Sintomas do Despertar Espiritual.

http://youtu.be/a3JI0bPuoKY  


Tradução das mensagens:

Sinais típicos de um despertar espiritual

Sinal 1
Os teus padrões de sono mudam, sentes que não descansas mas parece que tens mais energia.
Acostuma-te a isso e não te preocupas. O teu corpo irá adaptar-se com o tempo.

Sinal 2
Calafrios, formiguiros, comichão no couro cabeludo. Sentir pressão no alto da cabeça como se alguém estivesse a espetar com um dedo. Flashes de grande inspiração/criatividade/pensamentos. Sentir vibração à volta da cabeça e ouvidos.
Não te preocupes, é o chakra da coroa que se está a abrir e a energia divina está a entrar.

Sinal 3
Ondas de emoções repentinas. Sentes-te triste, sozinho, alegre, aborrecido, etc, sem motivo.
É uma libertação de emoções bloqueadas e pode provir do chakra do coração.
Não sejas duro contigo. Reconhece os sentimentos conforme surgem e deixa-os partir com amor.

Sinal 4
Assuntos pendentes voltam a apresentar-se e há ocasiões em que te sentes muito perdido. Nunca estás perdido. Enfrenta todos os assuntos pendentes que surgem e esclarece-os. É necessário e profundamente purificador.

Sinal 5
O teu corpo físico pode mudar. Os teus hábitos alimentares tornam-se mais saudáveis.
Todo o teu corpo e mente estão a mudar. Isto enraizar-se-á à medida que fores enfrentando os assuntos pendentes antigos. A tua vibração elevar-se-á conforme te fores entregando ao amor incondicional.

Sinal 6
Os teus sentidos tornam-se mais sensíveis. O sexto sentido abre-se e tornas-te mais consciente das energias subtis.
Pode acontecer começares a ver centelhas de luz, sombras, bolas de energia, grelhas de luz, movimentos pelo canto do olho. Também podes ouvir que alguém te chama, vozes, zumbidos, odores fugazes e notar a presença de “alguém” perto.
Estes são sinais do espírito e dos teus guias.
Nunca temas! Lembra-te sempre que “és senhor” e estabelece regras firmes. Pratica sempre o discernimento quando tratares com o espírito.

Sinal 7
Começas a ver o mundo com outros olhos. Sentes amor e união com todas as coisas.
Mantém-te na corrente!. Sê o mais compassivo e afectuoso que puderes e não sejas duro contigo quando tiveres um dia mau. Sê amável contigo à medida que a tua consciência se expande.

Sinal 8
Desejarás cada vez seres livre de padrões restritivos e velhos hábitos que já não te servem.
Tem coragem e fá-lo! Desprende-te do velho para dar lugar ao novo.

Sinal 9
Começarás a ver mais e mais sinais que te falam directamente a um nível muito profundo.
Terão um grande significado para ti, conforme a tua consciência for florescendo.

Sinal 10
A sincronicidade flui mais rapidamente.
Estes acontecimentos maravilhosos fluem quando vais no bom caminho. Encontros, gente, números, imagens… não há limites para as “coincidências” que ocorrem.
Tenta sentir a mensagem por detrás deles e confia na tua intuição.
E lembra-te…
Não estás sozinho!

Amor e Luz

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Um poema, uma voz

(Foto: Joana)


A Beleza, um poeta, uma voz, mil sentires, nossos:



    http://www.youtube.com/watch?v=ec6TEZLkfU4

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Setembro 2013

(A Mãe do Mundo)




Setembro começou. O Caminho da Montanha ainda em recolhimento....

Para uma reorientação de sentido do desenvolvimento e de objectivos, as nossas portas reabrir-se-ão a 16 de Setembro. Pelas 18:00 deste mesmo dia reunião de reencontro para todos aqueles que de uma forma ou de outra estão associados ao Caminho da Montanha.

O ano que se enceta estará sob a égide da Busca e sob a protecção do Raio Verde da Cura, e do Vermelho do Fogo. Na sua união, sob o manto Azul da Mãe, ficarão os degraus que conduzirão ao Templo da Vida, na total acepção da palavra.

Que a Montanha que nos serve de guia nos dê a estabilidade e a Força.

Que o Caminho seja sereno e as pedras em que tropeçarmos nos revelem os segredos que da subida.

Que a Estrela seja a Luz que guia os viandantes nesta viagem, os proteja e oriente, indicando-lhes a direcção onde nascerá o Menino.

A todos bem-vindos e bem-hajam!

sábado, 24 de agosto de 2013

Homem



"A essência anímica do Homem é constituída pelas influências etéreas ou astrais oriundas das almas do mundo e dos planetas e estrelas, especialmente da alma (ou corpo astral) do planeta em que vive. Do mesmo modo que a alma de cada homem e de cada animal possui as suas qualidades peculiares que a distingue das outras , também a “alma” de cada planeta, cada sol, cada mundo tem as suas características peculiares, e irradia as suas influências benéficas ou destrutivas, que penetram no espaço cósmico, actuando sobre o microcosmos do homem e acabando por produzir resultados. Esses elementos astrais são os organizadores da alma do homem. São os constructores do templo onde reside o espírito”. 

In A Vida de Paracelso, do Dr. Franz Hartman

Paracelso cujo nome verdadeiro era Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, nasceu em 1493, pero de Maria-Einsiedeln, perto de Zurique, na Suiça. Em 1512 já era médico. Estudou e praticou alquimia, magia, misturando a sua formação médica com o amor pelas artes alquímicas. Foi um médico de muito sucesso, embora nunca tivesse visto o seu trabalho reconhecido. Faleceu em 1541 em Salzburgo.
Como não gostava de escrever - só ocasionalmente o fazia - os poucos textos a que temos acesso foram escritos, na sua maioria, pelos seus alunos.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Sonhar




Sonhar,
Como barco navegando em mar revolto
Quando ventos de pesadelo assolam os mares de emoções
E obrigam a fechar as comportas

Sonhar,
Mesmo quando as nuvens correm rápido
Em céus de chumbo, zangados e troantes
E os pássaros recolhem à praia,
Parados, absortos e perdidos em conjecturas
Sem saberem que são sábios por saberem parar.

Sonhar,
Em dias de nunca
Sem sol, sem brisa, sem ...
Esperando o arco-íris que tarda
E num grito de apelo à liberdade
Voar sobre a tempestade, conhecendo limites
Arriscando vidas que não se tem

Sonhar
Que se É, Tudo, Todo
Aguardando despertar no tempo sem Tempo
No Agora desconhecido e venturoso

Sonhar, porque vivo de quimeras,
Enquanto o Fogo queima.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Sê...

(Odilon Redon, O Ancião Alado)


Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale, mas sê o melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva e dá alegria a algum caminho.
Se não puderes ser uma estrada, sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas."

Pablo Neruda

domingo, 28 de julho de 2013



Neste Domingo alguém nos fez recordar a oração mais bela de um cristão: o Pai Nosso! Conhecemos a versão actual, que vem do latim e foi adaptada à Igreja Católica romana, mas Jesus ensinou-a noutra língua, há muitos anos..... Dizem que essa língua com que Jesus se exprimia junto das populações era o aramaico.
 Enviaram-nos há muito tempo já uma versão da tradução aramaica, que talvez não seja a mais correcta. Mesmo assim, e correndo riscos inerentes à divulgação de algo do qual não podemos assumir responsabilidades pela tradução correcta, por ser muita bela, deixamos o Pai Nosso:

"Pai-Mãe, respiração da Vida, Fonte do som, Acção sem palavras, Criador do Cosmos! Faz a tua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós para que possamos torná-la útil.
Ajuda-nos a seguir o nosso caminho, respirando apenas o sentimento que emana do Senhor...
...Nosso EU, no mesmo passo, possa estar com o Teu, para que caminhemos como Reis e Rainhas com todas as outras criaturas. Que o Teu e o nosso desejo sejam um, em toda a Luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades...
...Faz-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois, assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo. Não permitas que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda, e liberta-nos de tudo aquilo que impede o nosso crescimento...
...Não nos deixes ser tomados pelo esquecimento de que o Senhor é o Poder e a Glória do mundo, a Canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza. Possa o Teu amor ser o solo onde crescem nossas acções. Amén!

Em aramaico:
Abwun d’bwashmayaNethqadash shmakhTeytey malkuthakhNehwey tzevyanach aykanna d’bwashmaya aph b’arha.Hawvlan lachma d’sunqanan yaomana.Washboqlan khaubayn (wakhtahayn) aykana daph khnan shbwoqan l’khayyabayn.Wela tahlan I’nesyunaEla patzan min bishaMetol dilakhie malkutha wahayla wateshbukhtal’ahlam almin. Ameyn

sexta-feira, 19 de julho de 2013

(Eu sou o Mundo de Salvador Dali)

Todos nós temos momentos difíceis neste correr dos dias. Dias de mágoa, de dor, de raiva, de aborrecimentos, de perda, e toda a panóplia de sofrimentos humanos, são entremeados de momentos de alegria, sucesso, boas notícias, amores, esperança, elogios, etc...
Na maioria dos casos os momentos de pesar são mais fortes do que os momentos de bem-estar.

Este oscilar dos pratos da balança emocional provoca desequilíbrios que, quando não reconhecidos e cuidados, se podem instalar em cada um de nós como hóspedes indesejados mas constantes.

A vida é um movimento constante de emoções. Animam o corpo psicológico e psíquico tal como o sangue e a linfa fazem no corpo físico. Assim como o sangue reage a um corpo intruso ou a uma inflamação, acorrendo com os mecanismos de defesa próprios, usando a dor e o abcesso no combate à doença, como meios de cura e salvaguarda da saúde. De cada episódio desta luta interna pela saúde, o sangue guarda memórias. A cada novo perigo o sangue reage utilizando TODOS os meios ao seu dispor, alguns dos quais tinham sido guardados em memória de outras batalhas. Desta forma, cada um de nós é um depositário de milhões de memórias de lutas internas do nosso sangue para nos mantermos saudáveis e sorridentes. Podemos concluir que na nossa essência somos feitos para sermos saudáveis e equilibrados.

De cada vez que sentimos dor, reagimos procurando “ajuda” para o nosso guardião, o sangue. Então vamos diagnosticar a causa da dor e a partir do diagnóstico tratar. Este é um processo normal.

O que fazemos com a dor psicológica? A dor na alma?

Também temos, a este nível, o correspondente ao sangue físico: a energia. Cada vez que há uma emoção mais intensa – seja positiva ou negativa – acontece um desequilíbrio energético, logo reposto pelo nosso sangue psicológico a energia. O ideal para nós seria a “invulnerabilidade aos picos emotivos”.

Todos nós, sem excepção, temos vórtices energéticos que nos proporcionam a irrigação energética de todo o corpo. Asseguram o bem-estar psicológico e a harmonia do nosso sistema energético. As emoções alteradas constituem uma sobrecarga ao trabalho destes vórtices. Quando se esgota as possibilidades de reposição harmoniosa da energia, sobrevém a chamada doença física.

Habitualmente trata-se os sintomas da dor psicológica, sem que seja diagnosticada e tratada a causa. É como se tivéssemos, por exemplo, uma dor, seguida de inchaço num dente e apenas tomássemos analgésicos. É evidente que deixaríamos de sentir a dor, mas o problema permaneceria. Fazemos isso com, por exemplo, as depressões. Não se procura a causa, mas vai-se tomar o anti-depressivo que anula os sintomas.

Como vamos chegar à causa? É possível tratar sem conhecermos a causa?


quarta-feira, 17 de julho de 2013

DIA 22 ...



Como anteriormente informado o Caminho da Montanha irá recolher-se durante o mês de Agosto para descanso dos seus" Guerreiros. Todavia, como o prometido é devido (lá diz o Carlos Te e o Rui Veloso) vamos abordar no dia 22 de Julho, pelas 18h30, um tema à partida controverso: "Lúcifer".

Poucas referências (ou nenhumas)  há na Bíblia sobre esta personagem.

Muitas lendas à volta deste Anjo...

É um Ser envolto de mistério e medos.

Afinal quem é Lúcifer? O Diabo ou o Portador de Luz?

Esperamos que cada um dê um contributo, sem preconceitos, na familiaridade e à vontade característicos do nosso espaço.

quarta-feira, 10 de julho de 2013



A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma.

O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
A diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O cancro mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver.
E as dores caladas? Como falam em nosso corpo?
A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direcção.

O caminho para a felicidade não é recto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos,
 luzes de precaução chamadas Família,
 e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão,
 um potente motor chamado Amor,
 um bom seguro chamado FÉ,
abundante combustível chamado Paciência.

Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamadoDEUS.

(Enviado por Paula Passos)